Marca de uma igreja saudável

igrejaUma marca distintiva de uma igreja saudável é uma preocupação penetrante com o crescimento da igreja – não simplesmente com o crescimento numérico, mas com o crescimento pessoal dos membros. Talvez alguém pense que uma pessoa pode ser um “bebê em Cristo” pela vida inteira. O crescimento é visto como um item opcional reservado para discípulos particularmente zelosos. Entretanto, crescimento é um sinal de vida. Árvores que crescem são árvores vivas, e animais que crescem são animais vivos. Crescimento envolve aumento e avanço. Em muitas áreas da nossa experiência do dia a dia, quando algo deixa de crescer, morre.

Paulo esperava que os coríntios crescessem na sua fé Cristã (2 Coríntios 10:15). Os efésios, ele esperava, que cresceriam “naquele que é o Cabeça, Cristo” (Efésios 4:15; cf. Colossenses 1:10; 2 Tessalonicenses 1:3). Pedro exortou alguns cristãos primitivos para que desejassem “como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação” (1 Pedro 2:2). É tentador para os pastores reduzirem suas igrejas a estatísticas controláveis de freqüência, batismos, ofertas e membresia, nas quais o crescimento é tangível. Porém tais estatísticas ficam muito aquém do verdadeiro crescimento que Paulo descreve e que Deus deseja.

“Antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”. 2 Pedro 3:18

Marcas de uma Igreja Saudável

Compartilhe essa página nas suas redes sociais:

Deixe uma resposta